Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Supremo minou combate à corrupção no país, diz Sergio Moro em SP

Decisões da Corte, segundo ex-juiz da Lava Jato, não respondem a anseios da sociedade

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 7 dez 2021, 22h37 - Publicado em 7 dez 2021, 21h58

Em evento de lançamento de Sergio Moro – Contra o sistema da corrupção em São Paulo, o ex-juiz da Lava Jato declarou ter ficado “entristecido” com decisões do STF sobre o ex-presidente Lula e afirmou que a Corte acabou minando o combate à corrupção no país.

Questionado pelo jornalista Claudio Dantas a respeito da decisão do Ministério Público desta terça que apontou prescrição no caso do triplex do Guarujá, Moro não foi direto na resposta, mas falou sobre a condenação em segunda instância do ex-presidente, em 2018, e criticou a sua suspeição no julgamento de Lula, declarada pela Corte.

“O Supremo negou o habeas corpus, que quer dizer que pode expedir a prisão (…) recebi e cumpri o mandado. Três anos depois o Supremo diz: ‘Não, não, estava errado’. Tem que respeitar o Supremo, não concordo com as recentes agressões, mas esse foi um erro (…) O Supremo proferiu decisões que minaram o combate à corrupção”, disse Moro.

Em março deste ano, o STF decidiu pela suspeição do ex-juiz no julgamento de Lula e anulou processos contra o ex-presidente no âmbito da Lava Jato.

Durante o evento desta terça, o ex-juiz falou ainda sobre os erros do governo Bolsonaro e os acertos de sua própria gestão à frente do Ministério da Justiça no combate ao crime organizado — e reforçou a “luta contra a corrupção” como pauta principal para 2022.

Continua após a publicidade

Publicidade