Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STJ anula condenações de Palocci, Vaccari e outros nomes da Lava-Jato

O magistrado Jesuíno Rissato ainda determinou o envio do processo de 15 réus relacionados à investigação para a Justiça Eleitoral

Por Robson Bonin Atualizado em 1 dez 2021, 18h35 - Publicado em 1 dez 2021, 18h33

O ministro Jesuíno Rissato anulou nesta quarta, numa decisão monocrática, as condenações impostas pela Operação Lava-Jato de Curitiba ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-ministro Antonio Palocci, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e outros dez investigados por desvios na Petrobras.

O magistrado ainda determinou o envio do processo de 15 réus relacionados à investigação para a Justiça Eleitoral.

Os investigados foram condenados em 2017 pelo então juiz Sergio Moro pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

“Reconheço a incompetência da Justiça Federal para processar e julgar o presente feito, declaro a nulidade de todos os atos decisórios”, afirmou Rissato na decisão que determina que o processo recomece do zero.

“A anulação deste processo e por consequência de mais esta condenação do Sr. Vaccari, acolhendo a tese da incompetência da Justiça Federal em favor da Justiça Eleitoral, restabelece a almejada Justiça buscada por meio dos recursos manejados pela defesa”, diz o advogado Luiz Flávio D’Urso, que defende Vaccari.

Continua após a publicidade

Publicidade