Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Senado aprova deputado do Republicanos para o TCU, com voto do seu pai

Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), de 39 anos, foi o indicado da Câmara para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União

Por Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 8 fev 2023, 19h47 - Publicado em 8 fev 2023, 18h38

O Senado aprovou há pouco a indicação da Câmara para que o deputado federal Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), de 39 anos, se torne ministro do TCU. Apoiado por Arthur Lira (PP-AL), o parlamentar foi escolhido pela sua Casa de origem na última quinta, com 239 votos, e assumirá o cargo vitalício. Com a aposentadoria compulsória aos 75 anos, ele poderá atuar na Corte até 2059.

O deputado recebeu os votos de 72 senadores para ocupar uma das nove cadeiras do órgão auxiliar do Congresso no controle externo da administração pública, entre eles o do seu pai, o senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), que relatou o projeto da indicação e fez um discurso na sessão desta quarta.

“Na lista de coisas boas, que a vida me concedeu, em primeiro lugar está a minha família. Sou pai de nove filhos e filhas, dos quais o deputado federal Jhonatan de Jesus é o meu primogênito. Jhonatan foi uma criança abençoada e se tornou um homem digno e honrado”, disse o senador na tribuna antes de enaltecer o currículo e as habilidades do filho.

Aniversariante do dia, ele disse que a aprovação seria “o maior presente” que poderia receber na vida. “Jhonatan é habilitado para tão importante função e não responde a nenhum processo em nenhuma das instâncias brasileiras, exercerá as funções com seriedade e galhardia, honrando as duas votações no Congresso Nacional e aqueles que se tornarão avalistas de sua indicação”, complementou.

Na votação, secreta, também houve dois votos contrários à indicação e uma abstenção.

Continua após a publicidade

A vaga foi aberta pela aposentadoria da ex-ministra Ana Arraes, mãe do ex-governador Eduardo Campos.

Jhonathan acabou de ser empossado para o seu quarto mandato consecutivo como deputado federal e terá que renunciar para assumir a vaga no Tribunal de Contas da União. Com sua saída, quem deverá assumir seu posto é o primeiro suplente da legenda, o vereador de Boa Vista (RR) Gabriel Mota.

Ele foi indicado por seu partido, o Republicanos, e teve o apoio de MDB, PDT, Podemos, PP, PSB, PSD e União e das federações PSDB-Cidadania e PT-PCdoB-PV na Câmara.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.