Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Seguradoras podem pagar menos ao indenizar segurados, diz STJ

Decisão é da Terceira Turma do tribunal

Por Robson Bonin 14 jan 2022, 11h48

Decisão da Terceira Turma do STJ define que, em casos de perda total, uma seguradora pode pagar ao segurado somente o valor atual do bem, não o valor estabelecido no momento do seguro.

O colegiado negou provimento ao recurso especial interposto por uma seguradora contra decisão que a obrigou a indenizar, no valor total da apólice, uma empresa que teve sua sede e o estoque de mercadorias destruídos por incêndio.

A decisão mostra que o brasileiro agora pagará seguro pelo valor de um bem, mas se precisar utilizar o serviço, apesar de ter pago pelo valor cheio, receberá só o valor do bem já depreciado.

Não está claro se a regra, um presente de início de ano para seguradoras, vale para seguros de carros, celulares, residências…

Pela lógica do STJ, o cidadão fará o seguro de um carro zero, pagará o seguro de um carro zero, mas receberá o valor de carro velho. Cartas à redação.

Continua após a publicidade

Publicidade