Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Santini admite que atuou para obter dados da extradição de bolsonarista

Secretário Nacional de Justiça diz que tentou 'obter informações gerais sobre os pedidos de extradição' do blogueiro Allan dos Santos

Por Robson Bonin Atualizado em 7 dez 2021, 16h25 - Publicado em 7 dez 2021, 16h24

Secretário Nacional de Justiça, José Vicente Santini prestou depoimento à Polícia Federal no dia 19 de novembro e admitiu ter atuado para obter “informações gerais” do processo de extradição do blogueiro Allan dos Santos, alvo de mandado de prisão expedido pelo STF.

Questionado pela delegada Denisse Dias Ribeiro, o secretário, aliado de primeira hora da família Bolsonaro, disse primeiro não ter qualquer participação oficial nos processos de extradição no Ministério da Justiça. Mesmo sem ser de sua atribuição o tema, ele admitiu ter atuado para colher informações, ainda que não pudesse recebê-las de modo oficial.

“Diante da divulgação na mídia (da prisão de Allan dos Santos), o declarante entrou em contado com o então diretora Silvia para obter informações gerais sobre os pedidos de extradição ativa e passiva”, disse Santini.

“QUE o declarante solicitou informações a PRISCILA sobre o cumprimento da decisão judicial referente ao processo de extradição de ALLAN DOS SANTOS, objetivando dar cumprimento a tal decisão; QUE porém, PRISCILA não possuía tais dados e se propôs a verificar as informações solicitadas; QUE tal reunião ocorreu no período da manhã”, segue Santini.

 

Continua após a publicidade

Publicidade