Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Rede de hoteis já está perto dos 100% de ocupação em Búzios e Porto Seguro

Expansão da Oyo no país se deu mesmo durante a pandemia.

Por Manoel Schlindwein Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 4 dez 2020, 15h47 - Publicado em 3 dez 2020, 16h32

Os gerentes do Oyo Porto Verde, em Porto Seguro, e do Oyo Laguna Búzios, no litoral carioca, podem não garantir tempo bom na noite de Ano Novo, mas de uma coisa eles já estão certos: não há mais vagas para o Revéillon. Desde novembro os dois hoteis, localizados em badalados destinos de verão, já estão com todos os quartos reservados.

O caso – longe de ser isolado – é só mais um a ilustrar o fenômeno da startup indiana que, na contramão do setor, não viu os hóspedes desaparecem durante a pandemia. A rede espera fechar o ano com taxa de ocupação média superior a 70% do período pré-pandemia. O perfil dos clientes? A maioria é doméstico (80%) e se hospeda a trabalho (31%) ou lazer (27%).

Desde que aterrissou no país, em março de 2019, a Oyo já incorporou 450 hoteis ao seu portfólio. O número faz dela a maior rede brasileira por número de empreendimentos e a segunda em número de quartos (12.000). A Accor soma 53.000 quartos e 320 unidades, aproximadamente.

A empresa fecha parcerias com donos de hoteis de pequeno e médio porte, que passam a usar a marca em troca de suporte e exposição, incluindo precificação dinâmica e gestão de canais de vendas em escala global. Além de investir em treinamento e certificação para garantir os protocolos de limpeza necessários neste momento de pandemia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.