Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Razões frágeis?

Há uma parcela razoável de advogados que tem batido na tecla de uma suposta escassez de provas para a prisão preventiva de Marcelo Odebrecht. Beleza. Mas se são tão frágeis os motivos por que os advogados da Odebrecht  ainda não conseguiram redigir um pedido de habeas corpus passados cinco dias da decretação da prisão?

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h05 - Publicado em 24 jun 2015, 09h25
Se provas são frágeis, por que Odebrecht segue preso?

Se provas são frágeis, por que Odebrecht segue preso?

Há uma parcela razoável de advogados que tem batido na tecla de uma suposta escassez de provas para a prisão preventiva de Marcelo Odebrecht. Beleza.

Mas se são tão frágeis os motivos por que os advogados da Odebrecht  ainda não conseguiram redigir um pedido de habeas corpus passados cinco dias da decretação da prisão?

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.