Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Quem está por trás dos outdoors que festejam Doria no MS

Jornalista enaltece governador paulista e a CoronaVac num reduto bolsonarista; provocação irrita eleitores do presidente

Por Evandro Éboli Atualizado em 28 jan 2021, 10h15 - Publicado em 28 jan 2021, 08h18

Um típico reduto bolsonarista celebra o xeque-mate que João Doria deu em Jair Bolsonaro na corrida pelas vacinas contra a Covid-19.

Em Campo Grande (MS), um jornalista decidiu provocar Bolsonaro e tem espalhado pela cidade outdoors festejando o governador de São Paulo e sua Coronavac, do Instituto Butantan.

Desde o final do ano passado Vinícius Squinelo, 32 anos, e empresa TopMídia MS, de comunicação visual, onde trabalha, faz os cidadãos lembrarem que governante se empenhou mais pela cura do coronavírus que o rival de Brasília.

Já foram 3 versões de mensagens com menções elogiosas ao governador paulista. A mais provocativa a Bolsonaro e de apologia a Doria está nesse momento em vários pontos da capital do estado. São 10 outdoors ao todo com uma enorme foto do tucano com o texto que lembra propaganda eleitoral:

“Parabéns, João Doria. ‘V’ de vitória, de vacina, de verdade. Vacina para todos”.

Vinícius não recebeu dinheiro do governo paulista e sequer conhece Doria. Prefere não revelar suas predileções políticas, mas é garantido que passa bem longe do atual ocupante do Palácio do Planalto.

Ele explica a iniciativa.

“O João Doria não é do meu estado. Não faço campanha para ele. Não tenho interesse algum. Não levo um centavo do governo ou da prefeitura de São Paulo. Mas, se não fosse ele, nesse momento o Brasil não estaria se vacinando. E digo mais: a ação dele fez o Bolsonaro se mexer”, contou Vinícius ao Radar.

A campanha eleitoral fora de época para Doria incomodou bolsonaristas na cidade, mas não a ponto de alguém hostilizá-lo. Algumas pessoas ainda acham que seja ação do PSDB ou do governador vão para as redes sociais atacar Doria.

O outdoor anterior, veiculado na cidade, era um ataque direto ao presidente. Dizia:

Continua após a publicidade

“Coronavac, a vacina que fará da Covid uma gripezinha”, ao lado de uma foto da fachada do Butantan e uma caixa de uma unidade da Sinovac.

O autor reconhece que a intenção foi provocar mesmo.

“Foi para ironizar mesmo. Não vou mentir. Foi para cutucar o presidente”.

A promoção de Doria e sua vacina é bancada pela empresa que Vinícius trabalha. O custo de um outdoor desses – de confecção a veiculação – é de 1.100 reais.

No ano passado, a empresa do jornalista homenageou Henrique Mandetta, que é um político do estado, quando ele deixou o Ministério da Saúde e virou algoz de Bolsonaro.

Perguntado se poderia fazer homenagem igual para o presidente, respondeu que sim.

“Se houver empenho de fato dele pela vacinação, teremos o maior prazer do mundo. Mas, por enquanto, não é o maior responsável por essa ação”.

 

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade