Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Quebraram a Odebrecht, quebraram a OAS’, diz líder do PT do petrolão

"Precisamos tratar a Lava-Jato como qualquer operação, com os mesmos princípios e valores", respondeu Aras a Humberto Costa

Por Robson Bonin Atualizado em 25 set 2019, 13h10 - Publicado em 25 set 2019, 13h05

Na sabatina de Augusto Aras na CCJ, o líder do PT, Humberto Costa, bate forte na Lava-Jato, diz que procurador não pode faturar alto com palestras – não pode mesmo, mas até ministro de tribunal superior faz – e chega a lamentar a derrocada de empreiteiras envolvidas no assalto aos cofres da Petrobras.

“(Os procuradores da Lava-Jato) Quebraram a Odebrecht, quebraram a OAS com os acordos de leniência que foram feitos”, diz Costa.

No país da memória curta, o senador parece ter esquecido que o que quebrou as empreiteiras foi a decisão de roubar os cofres públicos e abastecer os bolsos e as campanhas de petistas.

A OAS e a Odebrecht, como a Lava-Jato descobriu, gastaram mundos e fundos com palestras de Lula, uma forma de mascarar a propina pelos contratos superfaturados da Petrobras e os financiamentos bilionários do BNDES.

A Odebrecht e a OAS mantinham uma conta corrente clandestina de propina para bancar mimos a Lula como sítio, apartamento, mesada a amigos, viagens caras, terreno para instituto, além de patrocínio para os filhos e sobrinhos do petista.

Apenas um gerente da Petrobras, braço-direito de Renato Duque na Diretoria de Serviços, desviou 1 bilhão de reais para o próprio bolso. Na diretoria de Duque, é bom lembrar, o PT levou muito mais para as campanhas de Lula e Dilma Rousseff.

“Precisamos tratar a Lava-Jato como qualquer operação, com os mesmos princípios e valores”, respondeu Aras a Costa.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês