Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PT contrata pesquisa para avaliar candidatura contra o PSB em PE

Partidos divulgaram que estavam perto de acordo no estado, mas petistas pagaram 50 mil por pesquisa do Vox Populi sobre a corrida ao governo e ao Senado

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 25 jan 2022, 14h41 - Publicado em 25 jan 2022, 11h30

Não é segredo que o PT e o PSB querem formar uma aliança para a eleição deste ano, mas os partidos penam para consolidar arranjos locais que lhe pareçam vantajosos. Na semana passada, as legendas disseram que estão próximas de um acordo e que as arestas nos estados já estariam perto de serem aparadas.

Em Pernambuco, no entanto, o cenário segue indefinido, apesar de os partidos terem indicado que a escolha do candidato ao governo seria do governador Paulo Câmara (PSB) e que o PT poderia recuar no plano de lançar o senador Humberto Costa à vaga.

Quem leu os jornais na semana passada depreendeu que o roteiro seria o que termina com o PSB com direito a indicar o nome ao governo, mas neste sábado o PT registrou no TSE uma pesquisa eleitoral contratada ao Vox Populi para entender melhor a situação em Pernambuco, indicando que ainda pretende apostar no nome de Costa a depender dos resultados, que saem na próxima sexta, dia 28.

A pesquisa contratada por 50.000 reais com recursos do partido ouviu 800 pessoas presencialmente no estado de Pernambuco. Além do questionário sobre a disputa presidencial, os entrevistadores apresentaram três cenários estimulados para o voto ao cargo de governador do Estado.

O nome de Humberto Costa figura nos três. Em cada um deles, há um candidato diferente do PSB. No caso, os deputados Danilo Cabral e Tadeu Alencar, que por enquanto são as opções do governador Câmara, e o ex-prefeito do Recife Geraldo Júlio, que já disse que não vai concorrer.

Caso o PT decida bancar o nome Costa, a base do acordo costurado até aqui muda. Se o PT ficar com a indicação a governador, pela lógica a vaga ao Senado seria de indicação do PSB, mas isso não está previsto na pesquisa, e, ao que parece, proposta do tipo também não está na mesa de negociação.

O instituto estimulou dois cenários à vaga ao Senado, com os deputados petistas Carlos Veras e Marília Arraes como os postulantes do partido na disputa. Nenhum nome do PSB foi incluído neste trecho da pesquisa.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)