Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Produto pirata é opção para 43% dos torcedores brasileiros

A compra de produtos piratas é opção de ao menos 43% dos torcedores brasileiros. É o que mostra estudo feito pelo (Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Já 3,4% dos ouvidos responderam que só compram produtos falsificados, enquanto 53,0% sempre optam por artigos originais. O preço elevado dos […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h34 - Publicado em 14 out 2016, 11h00

torcida-flamengo

A compra de produtos piratas é opção de ao menos 43% dos torcedores brasileiros. É o que mostra estudo feito pelo (Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Já 3,4% dos ouvidos responderam que só compram produtos falsificados, enquanto 53,0% sempre optam por artigos originais.

O preço elevado dos produtos oficiais (42,8%) é a principal razão para quem adquire produtos no mercado negro.

Os itens oficiais mais adquiridos são camisa de times (51,5%), canecas e copos (19,8%), chaveiros (19,1%), chinelos (8,5%), roupas para crianças (8,4%) e artigos de cama, mesa e banho (7,5%).

Continua após a publicidade

Publicidade