Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

MP junto ao TCU pede suspensão de verba para aeroporto no Tocantins

Lucas Furtado teme ameaça ao Jalapão e quer que Corte de Contas analise se a construção de aeroporto é compatível com preservação do meio ambiente

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 21 Maio 2024, 22h44 - Publicado em 20 Maio 2024, 17h42

O subprocurador-geral do MP junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, pediu para a Corte de Contas adotar medida cautelar suspendendo a transferência de verba federal para a construção do aeroporto de São Félix do Tocantins, nas imediações do Parque Estadual do Jalapão, e os gastos da prefeitura do município com a obra.

Em representação, Furtado pede para o TCU cobrar que os órgãos ambientais envolvidos na liberação do empreendimento demonstrem a “compatibilidade” da construção do aeroporto com o direito constitucional ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.

“A região do Jalapão, se não bastassem os riscos ao meio ambiente introduzidos pela pavimentação da rodovia de acesso e a expectativa de crescimento exponencial do trânsito de veículos terrestres, convive agora com a ameaça revelada no desejo expresso de que o aeroporto a ser construído na região com recursos federais induza ao congestionamento de ‘jatinhos’, com esperas de até uma hora e meia, à semelhança do que ocorre em Porto Seguro – BA”, escreve o subprocurador-geral do MP junto ao TCU.

Para Furtado, “para além da contradição entre o incentivo à utilização de aeronaves conhecidas pelo consumo expressivo de combustíveis fósseis” e os ecossistemas em equilíbrio do Jalapão, são motivo de “extrema preocupação” para a preservação da natureza os “previsíveis desdobramentos da facilitação do acesso ao parque das camadas economicamente mais favorecidas da população, que, invariavelmente, atraem com rapidez, e na maioria das vezes sem qualquer planejamento e controle, a atuação de um sem número de atividades econômicas, com grande potencial para crescimento populacional desordenado e danos aos ecossistemas locais”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.