Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moro ataca roubalheira do PT e estelionato eleitoral de Bolsonaro

Pré-candidato do Podemos segue mirando na corrupção petista e no desmonte dos órgãos de controle pelo governo Bolsonaro

Por Robson Bonin 6 dez 2021, 11h16

Sergio Moro continua seguindo de forma aplicada sua cartilha eleitoral. No fim de semana, numa entrevista ao Correio Braziliense, o pré-candidato ao Planalto pelo Podemos lembrou duas coisas sobre Lula e Jair Bolsonaro.

A primeira: “Todo mundo sabe que a Petrobras foi roubada durante o governo do Partido dos Trabalhadores”.

A segunda: “O governo atual, que prometeu combater a corrupção, desmantelou os sistemas de controle. Não está nem aí para o combate à corrupção”.

Em respostas curtas, Moro atacou a roubalheira petista na Petrobras que uniu partidos, caciques políticos e grandes empreiteiras no saque aos cofres da estatal e ainda lembrou que Bolsonaro mentiu aos sus 57 milhões de eleitores quando prometeu reforçar a Lava-Jato e combater os corruptos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade