Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministros exonerados não reassumirão cargos

Os ministros do PMDB que se exoneraram para votar o processo de impeachment não deverão reassumir os cargos. Marcelo Castro, da Saúde, já telefonou para o Palácio da Alvorada na noite de domingo avisando que não voltaria ao posto. Ele votou contra o impeachment. O mesmo, por óbvio, valerá para Mauro Lopes, da Aviação, que […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h58 - Publicado em 18 abr 2016, 13h43
Fui para não voltar

Fui para não voltar

Os ministros do PMDB que se exoneraram para votar o processo de impeachment não deverão reassumir os cargos.

Marcelo Castro, da Saúde, já telefonou para o Palácio da Alvorada na noite de domingo avisando que não voltaria ao posto. Ele votou contra o impeachment.

O mesmo, por óbvio, valerá para Mauro Lopes, da Aviação, que votou a favor da instauração do processo.

Celso Pansera, que apoiou Dilma, também não estaria confortável para voltar.

Dos peemedebistas que permanecem no posto, só Katia Abreu (Agricultura) tem a permanência assegurada até quando Dilma estiver na cadeira. Helder Barbalho (Portos) iria consultar a equipe sobre o que fazer. Eduardo Braga (Minas e Energia), de um Estado, o Amazonas, que deu 100% dos votos pelo impeachment, é um que Dilma gostaria que entregasse a carta de demissão.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)