Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MDB lança pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência nesta quarta-feira

A senadora é a única mulher na disputa pelo Palácio do Planalto — até o momento

Por Gustavo Maia Atualizado em 7 dez 2021, 09h36 - Publicado em 7 dez 2021, 13h30

A partir desta quarta-feira, a senadora Simone Tebet será oficialmente presidenciável. A Executiva Nacional do MDB vai se reunir às 10h desta quarta-feira, em um hotel de Brasília, para homologar o nome de Simone como pré-candidata à Presidência da República.

A reunião terá a participação de presidentes dos diretórios estaduais, governadores e prefeitos do partido, além de representantes da Secretaria do MDB Mulher e os núcleos Juventude, Afro, Trabalhista, Socioambiental e Diversidade.

Simone se juntará a presidenciáveis como Lula (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Sergio Moro (Podemos), João Doria (PSDB), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Rodrigo Pacheco (PSD), Alessandro Vieira (Cidadania), Luiz Felipe D’Ávila (Novo), entre outros.

Ela é a única mulher do grupo até agora e já foi citada como “vice dos sonhos” de três deles: Moro, Doria e Pacheco.

Presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi disse que a decisão de lançar Simone como presidenciável ocorreu após conversas com dirigentes da sigla realizadas desde março. Integrantes do partido mais identificados com Lula vinham demonstrando resistência à candidatura própria.

A senadora, no posto deste 2015, foi vice-governadora do Mato Grosso do Sul, deputada estadual e prefeita de Três Lagoas (MS). Caso sua candidatura não vingue até abril do ano que vem, ela deve tentar a reeleição ao Senado.

Continua após a publicidade

Publicidade