Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Jornalista da Jovem Pan é exonerado da Alesp após comentário antissemita

Comentarista trabalhava no gabinete do deputado Campos Machado (PTB)

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 17 nov 2021, 16h26 - Publicado em 17 nov 2021, 16h14

Um dia após fazer declarações antissemitas na programação ao vivo, o comentarista da Jovem Pan José Carlos Bernardi foi exonerado do cargo que ocupava na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Na ocasião, Bernardi relacionou o crescimento econômico da Alemanha com o Holocausto e disse que o Brasil enriqueceria “se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico deles”.

O anúncio da demissão foi feito pelo gabinete do deputado Campos Machado (PTB), onde Bernardi era jornalista comissionado — com salário bruto aproximado de 12 000 reais.

“Em face da gravidade da opinião declarada por meu assessor, e tendo em vista os excelentes laços de amizade e respeito que tenho com a comunidade judaica, não poderia deixar de manifestar meu repúdio ao comentário (…) Não poderia continuar contando com os serviços profissionais do autor desse absurdo pronunciamento. Portanto, hoje mesmo, em comum acordo com o profissional José Carlos Bernardi, decidimos que não havia mais condições dele permanecer em meu gabinete, me restando determinar, hoje mesmo, as devidas providências para a sua imediata exoneração do cargo que ocupava”, diz comunicado de Campos Machado.

Na terça-feira, após o episódio, a Jovem Pan divulgou pedido de desculpas de José Carlos Bernardi.

“Peço desculpas pelo comentário infeliz que fiz hoje no jornal da manhã, ao usar um triste fato histórico para comparar as economias brasileira e alemã. Fui mal-entendido. Não foi minha intenção ofender a ninguém, a nenhuma comunidade, é só ver o contexto do raciocínio. Mas, de qualquer forma, não quero que sobrem dúvidas sobre o meu respeito ao povo judeu e que, reitero, tudo não passa de um mal-entendido”, disse o jornalista.

A Jovem Pan afirmou que “as visões de seus comentaristas não refletem, necessariamente, a opinião da empresa”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)