Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Jorginho volta a dizer que ‘queria ter dado uma porrada’ em Renan na CPI

Senador de Santa Catarina, que defende Jair Bolsonaro na CPI da Pandemia, falou do entrevero que teve com o colega de Senado

Por Robson Bonin Atualizado em 26 out 2021, 10h35 - Publicado em 26 out 2021, 10h30

O senador Jorginho Mello, que outro dia trocou insultos com Renan Calheiros na CPI da Pandemia, deu uma entrevista a uma rádio de Santa Catarina no fim de semana e falou do entrevero com o colega de Senado.

“Quando ele me chamou de vagabundo, o sangue ferveu. Eu disse: ‘vagabundo é tu, picareta, sem vergonha, ladrão que o país conhece’. Aí eu levantei e ele levantou. Ele queria vir para o embate. Infelizmente, não deu. Eu queria ter dado uma porrada no meio dos cornos dele, porque ele é um sujo que o país conhece e envergonha o Senado”, diz Jorginho.

Jorginho seguiu falando sobre Renan ao criticar a decisão do relator de recomendar o indiciamento de Jair Bolsonaro. “Ele quer condenar o presidente. Ladrão não condena ninguém nesse país”, diz Mello.

Na mesma entrevista, Mello falou que é pré-candidato ao governo de Santa Catarina, um dos estados mais bolsonaristas do país.

Continua após a publicidade

Publicidade