Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Investidores irritados

O humor dos investidores de Wall Street com relação ao Brasil continua longe de ser dos melhores. Em uma rodada de palestras e reuniões em Nova York, o cientista político Murillo de Aragão recolheu impressões muito negativas. Não gostaram da forma em que a meta do superávit primário foi conseguida – ou seja, com dificuldade […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h39 - Publicado em 15 jan 2014, 11h29
wall street

Críticas à economia brasileira

O humor dos investidores de Wall Street com relação ao Brasil continua longe de ser dos melhores.

Em uma rodada de palestras e reuniões em Nova York, o cientista político Murillo de Aragão recolheu impressões muito negativas. Não gostaram da forma em que a meta do superávit primário foi conseguida – ou seja, com dificuldade e dependendo de receitas extraordinárias.

Temem ainda o rombo nas contas correntes e seus efeitos sobre o câmbio. E, ainda, olham com desconfiança a gestão da política monetária e o comportamento da inflação. Dizem que o controle das tarifas e do preço de combustível não é a melhor forma de conduzir a questão.

Por fim, esses investidores acreditam que já passou da hora de mudar o comando da equipe econômica que não passa confiança nem parece inspirado para enfrentar os desafios que vem por aí – algo fora de questão neste mandato, ressalte-se.

Os mais irritados chegam ao exagero de dizer que o Brasil começa a se parecer com a Argentina.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)