Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Herança petista tende a perdurar no Supremo por mais 25 anos

Para desespero de Lula e seus companheiros, Dias Toffoli, o mais jovem dos indicados pelo partido à corte, pode permanecer até 2043

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 6 abr 2018, 14h32 - Publicado em 6 abr 2018, 06h23

Ao longo dos últimos quinze anos, o PT vem aprendendo de maneira dura que o peso da cadeira no Supremo é maior do que a gratidão pelo dono da caneta que escolheu seu ocupante.

Os ministros da corte indicados por Lula e Dilma Rousseff foram implacáveis com os processos de petistas que tramitaram na corte.

O último dos exemplos ocorreu na quarta (4), quando Rosa Weber, que chegou ao tribunal durante o governo Dilma, foi o fiel da balança para sacramentar a iminente prisão de Lula.

Antes, porém, durante o mensalão, José Dirceu já havia se afundado nas mãos de Fux, indicado pelo ex-presidente, e Joaquim Barbosa, escolha de Lula, varreu do mapa político e botou na cadeia uma penca de integrantes do núcleo duro do partido.

Nessa toada, os petistas precisarão escolher entre andar na linha ou aprender que a gratidão de um magistrado não entra em plenário.

A herança deixada por Dilma e Lula no Supremo tem vida longa. Se nenhum dos indicados ao STF pela dupla antecipar a aposentadoria e o PT não voltar ao poder para alçar novos juízes à corte, o último a sair de lá será Dias Toffoli.

Próximo presidente, ele tem 50 anos e como só precisará pendurar a toga daqui aos 75 anos, pode permanecer até 2043.

Além dele, há outros quadros jovens, como Luís Roberto Barroso (59 anos) e Luiz Fux (64), dupla que, nos sonhos do PT, deve uma contrapartida a Dilma por ter chegado onde estão.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês