Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Filiação de Bolsonaro vira centrãofest com Barros e nomes do PP

Depois de um longo tempo sem partido, presidente se une nesta terça ao partido de Valdemar Costa Neto

Por Robson Bonin Atualizado em 30 nov 2021, 11h23 - Publicado em 30 nov 2021, 11h22

Mais que resolver um problema objetivo de Jair Bolsonaro, que andava até hoje sem partido para tentar um novo mandato no Planalto, a filiação promovida pelo PL nesta terça é uma grande confraternização de caciques do Centrão.

Ricardo Barros, que Bolsonaro tratou como suspeito de atos de corrupção na Saúde, está na plateia. Arthur Lira, o chefe da Câmara e cacique do PP de Alagoas, ao lado do presidente.

General Heleno, que entrou para a história da passagem de Bolsonaro pela presidência com seu “se gritar pega centrão…”, deve estar arrasado — ou não.

Publicidade