Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Faxina recorde

O governo federal deverá fechar 2012 com o maior número de servidores expulsos por suspeita de corrupção desde 2003. De janeiro a novembro, 488 foram demitidos, cassados ou destituídos, de acordo com a Controladoria-geral da União. Se a turma de Rosemary Noronha for extensa como parece, não há dúvida de que o recorde cairá. Em […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h12 - Publicado em 17 dez 2012, 11h29

Cardozo: 112 demissões

O governo federal deverá fechar 2012 com o maior número de servidores expulsos por suspeita de corrupção desde 2003. De janeiro a novembro, 488 foram demitidos, cassados ou destituídos, de acordo com a Controladoria-geral da União. Se a turma de Rosemary Noronha for extensa como parece, não há dúvida de que o recorde cairá.

Em novembro, rolaram 38 cabeças da máquina federal. O total interrompe a tendência de quase duas exonerações por dia, média registrada em outubro e setembro, e supera apenas os dados de janeiro, quando houve dezenove cortes.

Mas mesmo que a faxina mantenha o ritmo lento em dezembro, basta 28 servidores metidos em maracutaias perderem o emprego para o apanhado dos doze meses superar as 515 demissões do ano passado.

O Rio de Janeiro continua liderando o ranking anual de funcionários públicos de conduta questionável, com cem exonerações no período. Bem atrás, vêm Distrito Federal e São Paulo, com 52 cortes cada um.

Olhando para a Esplanada, o Ministério da Justiça segue encabeçando a relação: José Eduardo Cardozo varreu 112 pessoas em 2012, quatro a mais do que a Previdência Social. O Ministério da Saúde está atrás, com 73 expulsões desde janeiro.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês