Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Evangélicos temem que Bolsonaro estrague a posse de Mendonça no STF

Presidente recebeu apelos para que não desrespeite as regras de segurança do Supremo em relação à pandemia; convidado a fazer o teste, ele gargalhou

Por Robson Bonin Atualizado em 13 dez 2021, 18h32 - Publicado em 13 dez 2021, 13h10

Jair Bolsonaro recebeu uma série de apelos para que não transforme a posse de André Mendonça em mais um episódio de constrangimento nas relações do Planalto com o STF.

Inimigo da vacina, o presidente não está imunizado e só poderá participar da cerimônia em duas situações: se apresentar um teste PCR que confirme a ausência da doença ou se resolver bater de frente com o Supremo e entrar na festa usando o peso do cargo.

A segunda alternativa assombra os aliados evangélicos que desejam concentrar as luzes da cerimônia na chegada de um “irmão” ao tribunal. Se Bolsonaro resolver desrespeitar as regras de segurança do STF, a notícia não será a posse, será a insurgência presidencial na pandemia que fragilizará a segurança para todos os presentes no plenário da Corte.

Numa das conversas que teve com aliados, Bolsonaro ouviu o apelo para que faça o teste PCR. A reposta? Uma grande gargalhada.

A posse do ministro Mendonça está marcada para a próxima quinta.

Giro VEJA: Tensão entre Bolsonaro e STF assombra posse de André Mendonça

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)