Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Entrega de casas vira duelo entre Caixa e prefeito

A entrega de 600 unidades do Minha Casa, Minha Vida em Araraquara virou motivo de guerra entre o prefeito, o peemedebista Marcelo Barbieri, e a Caixa Econômica Federal. Um dos políticos mais próximos do vice-presidente Michel Temer, Barbieri marcou a solenidade de entrega das casas aos mutuários para esta quinta-feira. Mas a Caixa agendou o evento para […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h41 - Publicado em 21 jan 2016, 08h01
Barbieri (dir.), com o secretário estadual Rodrigo Garcia e mutuários: guerra  com a CEF

Barbieri (dir.), com o secretário estadual Rodrigo Garcia e mutuários: guerra com a CEF

A entrega de 600 unidades do Minha Casa, Minha Vida em Araraquara virou motivo de guerra entre o prefeito, o peemedebista Marcelo Barbieri, e a Caixa Econômica Federal.

Um dos políticos mais próximos do vice-presidente Michel Temer, Barbieri marcou a solenidade de entrega das casas aos mutuários para esta quinta-feira. Mas a Caixa agendou o evento para o dia seguinte, o que levou o prefeito a reagir.

Barbieri acusou o ministro Edinho Silva (Secom), ex-prefeito da cidade, de provocar o adiamento da entrega por questões políticas. Edinho evitou responder.

Para evitar confusão, a Caixa convocou as famílias do conjunto Valle Verde a retirarem as chaves numa agência bancária, já nesta quarta-feira. Ainda assim, a prefeitura manteve o ato político previsto para esta quinta — no qual o prefeito deve lançar nova artilharia contra o governo federal.

 

Continua após a publicidade

Publicidade