Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Emendas de senadores já estão na mira da PF e Alcolumbre encabeça a lista

Delegados entendem que o Orçamento secreto é uma espécie de mensalão legalizado

Por Josette Goulart Atualizado em 11 nov 2021, 20h28 - Publicado em 12 nov 2021, 07h50

A Polícia Federal já pediu uma lista de documentos sobre a destinação dos recursos empenhados por deputados e senadores. O ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre, encabeça o ranking, mas diversos outros senadores e deputados constam nos pedidos feitos pela PF, segundo fontes a par do processo.

A sorte de alguns parlamentares é que os delegados da PF entendem que o Orçamento secreto é uma espécie de mensalão legalizado. Dizem que só vão atrás de quem efetivamente desviou recursos. A exemplo do caso do deputado Maranhãozinho.

Os pedidos de informações que precedem os inquéritos da PF foram feitos dentro do processo do deputado federal Josimar Maranhãozinho, do PL, o agora partido de Bolsonaro. Maranhãozinho destinou 14,2 milhões de reais à atenção básica em saúde de 29 municípios do Maranhão, de uma só vez. A suspeita é de que boa parte da verba acabou sendo desviada.

Publicidade