Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em declaração ao lado de Putin, Bolsonaro defende ‘paz para o mundo’

Os dois presidentes falaram após reunião de quase duas horas, em Moscou

Por Gustavo Maia Atualizado em 16 fev 2022, 12h06 - Publicado em 16 fev 2022, 11h27

Na declaração pública que fez há pouco ao lado do presidente Vladimir Putin após uma reunião de quase duas horas, o presidente Jair Bolsonaro falou duas vezes na defesa da paz, sem mencionar diretamente a crise com a possível invasão da Rússia à Ucrânia.

“Senhor presidente, compartilhamos de valores comuns, com a crença em Deus e a defesa da família. Também somos solidários a todos aqueles países que querem e se empenham pela paz”, disse o brasileiro no início da sua fala.

Ao final, Bolsonaro classificou o encontro como “bastante profícuo” e disse se tratar de um sinal de que “duas grandes potências têm muito a avançar, a interagir para o benefício dos nossos povos”.

“E repito: o mundo é a nossa casa e Deus está acima de todos nós. Pregamos a paz e respeitamos todos aqueles que agem dessa maneira, afinal de contas esse é o interesse de todos nós. Paz para o mundo. Muito obrigado, presidente Putin, pela acolhida, pelos temas tratados conosco e pela confiança depositada em nosso país”, concluiu.

O presidente destacou ainda a “colaboração intensa” com os russos nos principais foros internacionais, como o Brics, o G20 e a ONU, onde os dois países defendem “a soberania dos Estados, o respeito ao direito internacional e a Carta das Nações Unidas”.

Bolsonaro também agradeceu pela intervenção de Putin, “que sempre esteve ao nosso lado”, em defesa da soberania do Brasil sobre a Amazônia, quando “alguns países questionaram a Amazônia como patrimônio da humanidade”.

Primeiro a falar, o presidente da Rússia teve a maior parte da sua declaração transmitida ao vivo pela TV Brasil. Mas, por pouco mais de cinco minutos, os espectadores da emissora estatal ouviram Putin falando na sua língua nativa, sem qualquer tradução — o que só ocorreu nos dois últimos minutos da sua fala.

O anfitrião, inclusive, prestou solidariedade pelas vítimas da enchente que atingiu Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês