Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em carta, cacique do PP explica por que rompeu com o PT na Bahia

'Chegou a hora de partir, de mudar para avançar', diz a cúpula progressista em carta divulgada nesta segunda

Por Robson Bonin 14 mar 2022, 18h15

Comandado por Jaques Wagner na Bahia, o PT prometeu entregar o governo ao seu principal aliado no estado, o PP do vice João Leão. Pelo acordo, Rui Costa deixaria o governo para disputar uma cadeira no Senado, o que abriria o caminho para a posse do vice.

Leão, já com idade avançada, esperava essa movimentação para coroar sua carreira política. Governar o estado seria a consolidação do velho cacique. Para garantir que o acordo era quente, Leão foi até Lula para colher a bênção do líder petista. Tudo parecia andar corretamente, não fosse por um grande erro do cacique do PP.

Experiente, Leão escolheu confiar numa promessa petista. Após 14 anos de aliança com o petismo, acreditou que o hegemônico parceiro poderia mesmo abdicar do poder em nome de uma promessa feita por Wagner e sustentada por Lula. Deu no que deu.

Leão ficou sabendo que havia caído no golpe do bilhete premiado quando viu a entrevista de Wagner na imprensa. Isso mesmo. O chefe do PT na Bahia sequer teve o cuidado de alertar o vice-governador pessoalmente. Fez pela imprensa.

“Além de considerar inaceitável a quebra do acordo, a indelicada comunicação da decisão pela imprensa causou uma imensa decepção e a constatação de que o PP não era mais desejado e não tinha espaço na aliança que nos trouxe até aqui”, escreveu a cúpula progressista. “Chegou a hora de partir, de mudar para avançar”, segue a carta.

O partido de Leão deve mergulhar na campanha de ACM Neto ao governo baiano.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)