Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Eduardo Leite vai percorrer ao menos 570 km no dia das eleições

Eleito governador em 2018, o candidato tucano renunciou do cargo em março para disputar as prévias do PSDB à Presidência

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
30 set 2022, 15h30

O candidato a governador do Rio Grande do Sul pelo PSDB, Eduardo Leite, vai percorrer mais de 570 km no próximo domingo. Ele visitará pelo menos três municípios entre a Grande Porto Alegre e Pelotas, principal cidade da Zona Sul do estado.

O dia do tucano começa em Porto Alegre, onde circula, a partir das 7h20, em entrevistas nas rádios Band, Gaúcha e Guaíba. Ele segue para um café da manhã com o atual governador, vice de Leite na eleição anterior, Ranolfo Vieira Júnior, em Esteio, a 24 quilômetros da Capital. O candidato acompanha a votação do correligionário e vai a Pelotas, seu domicílio eleitoral.

À noite, Eduardo Leite tem coletiva marcada no comitê de sua campanha, em Porto Alegre. Apenas o trajeto entre os municípios que o tucano vai percorrer já são 574 quilômetros de viagem. Sem contar os deslocamentos dentro das cidades.

Eduardo Leite lidera as pesquisas de intenção de voto. No último levantamento do Ipec, divulgado na segunda, o tucano aparece com 38% das intenções de voto. Em segundo lugar, está o bolsonarista Onyx Lorenzoni, com 25%. O candidato do PT, Edegar Pretto, aparece na terceira colocação com 15%.

Continua após a publicidade

A pesquisa ouviu 1.808 entrevistados, entre os dias 23 e 25 de setembro, em 85 municípios do Rio Grande do Sul. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o levantamento foi registrado no TRE-RS e no TSE.

Leite foi eleito, em 2018, no disputado segundo turno contra o ex-governador José Ivo Sartori, do MDB. Neste ano, tucanos e emedebistas concorrem juntos, o vice da chapa é o ex-presidente da Assembleia, Gabriel Souza, da ala mais jovem do MDB gaúcho. Em março deste ano, Eduardo renunciou para disputar as prévias do PSDB à Presidência.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.