Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Deputado questiona Ministério do Turismo sobre mudança da Cinemateca

Após revelação do Radar sobre decisão do governo Bolsonaro de tirar cinemateca de SP, Marcelo Calero pediu explicações

Por Mariana Muniz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
23 jul 2020, 11h36

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) encaminhou para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, uma série de questionamentos sobre o atual estado da Cinemateca Brasileira, que funciona em São Paulo e virou campo de batalha do governo Jair Bolsonaro.

A iniciativa do deputado foi motivada pela revelação feita pelo Radar de que após um entrevero entre servidores do Ministério do Turismo e da entidade que administra o acervo em São Paulo, o governo teria decidido acelerar o processo de mudança da cinemateca para Brasília.

Entre os elementos questionados pelo parlamentar, estão, por exemplo, a situação atual do contrato de gestão da Cinemateca Brasileira e a Fundação Roquette Pinto, a pretensão do Ministério do Turismo de administrar e gerir o espaço e a justificativa para uma possível transferência para Brasília.

“É lamentável a situação em que se encontra nossa Cinemateca Nacional. Os embates entre a Secretaria Especial da Cultura e a ACERP, bem como as sérias dificuldades financeiras por que passa a instituição, tornaram a gestão da Cinemateca Nacional insustentável e a colocaram sob o risco iminente de perda do seu acervo histórico”, diz Calero no requerimento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.