Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

CPI ouve ex-árbitro que seria voz de áudio da propina entregue por Textor

Segundo senadores, Glauber do Amaral Cunha reclama na gravação de não ter recebido pagamento depois de “cumprir sua parte” e marcar um pênalti

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 13 Maio 2024, 20h24 - Publicado em 13 Maio 2024, 14h01

A CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas do Senado vai ouvir nesta segunda, em reunião secreta a partir das 15h, o ex-árbitro de futebol Glauber do Amaral Cunha, que apitou jogos da terceira divisão do Campeonato Carioca e é apontado como autor de um áudio sobre pagamento de propina entregue à comissão pelo acionista majoritário da SAF do Botafogo, o americano John Textor.

Segundo declarações dos senadores que ouviram o áudio na etapa reservada do depoimento de Textor, Cunha reclama de não ter recebido uma suposta propina depois de marcar, premeditadamente, um pênalti para um dos times de uma partida. Não se sabe a data da gravação, a quem foi dirigida nem de quem o ex-árbitro se queixava.

“O árbitro vira e fala (que) depois houve vários agarra-agarra com pênaltis, mas que ele não marcou porque ele cumpriu a parte dele, e só não recebeu a propina que lhe foi prometida”, descreveu o presidente da comissão, senador Jorge Kajuru (PSB-GO), em uma das reuniões da CPI.

O convite para o depoimento de Cunha é do senador Carlos Portinho (PL-RJ). Ao contrário da convocação, o convite não carrega a obrigatoriedade legal de comparecer. O Radar apurou, contudo, que o ex-árbitro confirmou sua presença à secretaria da CPI.

Na última terça, os advogados de Glauber do Amaral Cunha pediram acesso à gravação atribuída a ele e a outros documentos sigilosos entregues por John Textor, além de ofícios, também sigilosos, que o Ministério Público do Estado do Ceará e a Polícia Federal (PF) enviaram à comissão.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.