Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Consórcio da PPP de iluminação se queixa de silêncio de Haddad

O consórcio formado por Alumini e WTorre para a PPP da iluminação de São Paulo se queixa do silêncio da Fernando Haddad (PT) sobre o processo. Já tentou várias audiências com o prefeito, sem sucesso. Os envelopes foram entregues em fevereiro, mas o Tribunal de Contas do Município (TCM) paralisou o processo no começo de maio. As […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h25 - Publicado em 27 jun 2016, 12h03
Como fica o processo?

Como fica o processo?

O consórcio formado por Alumini e WTorre para a PPP da iluminação de São Paulo se queixa do silêncio da Fernando Haddad (PT) sobre o processo. Já tentou várias audiências com o prefeito, sem sucesso.

Os envelopes foram entregues em fevereiro, mas o Tribunal de Contas do Município (TCM) paralisou o processo no começo de maio. As propostas sequer foram abertas.

Diante da demora na licitação, Haddad já começou a troca de lâmpadas da cidade com recursos do Orçamento. As empresas querem saber agora se isso inviabiliza o edital, que prevê a substituição de 670 mil pontos de luz na cidade.

A PPP renderia um contrato de 20 anos durante os quais os vendedores poderiam ganhar até 7 bilhões de reais.

Continua após a publicidade

Publicidade