Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Como Cesar Maia se encaixa na chapa de Santa Cruz ao governo do RJ

Ex-prefeito do Rio de Janeiro por três vezes está em conversas para ser vice na chapa do candidato de Eduardo Paes ao Palácio Guanabara

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 16 Maio 2022, 19h06 - Publicado em 16 Maio 2022, 10h30

Aposta de Eduardo Paes (PSD) na disputa pelo governo do Rio de Janeiro neste ano, Felipe Santa Cruz (PSD) esteve nesta quarta em São Paulo para um almoço com Rodrigo Maia (PSDB).

Os dois conversaram sobre o apoio da federação do PSDB com o Cidadania à candidatura de Santa Cruz ao Palácio Guanabara. Está em discussão a possibilidade de o pai de Maia, o ex-prefeito do Rio Cesar Maia, compor a chapa, mas os dois ainda não se encontraram pessoalmente para debater o assunto.

Santa Cruz diz que gosta da ideia de ter Cesar Maia em sua chapa, já que ele ele agregaria experiência de campanha e de gestão ao candidato que disputa pela primeira vez um cargo majoritário e ainda é desconhecido da maior parte da população do Rio.

A aliança com a centro-direita representada pelo PSDB seria também uma forma de Santa Cruz, que é visto como alguém de esquerda, ampliar o debate com outros setores da sociedade. Embora se encontrem atualmente em espectros ideológicos distintos, as famílias de Santa Cruz e de Maia lutaram do mesmo lado contra a ditadura militar brasileira. Maia, como militante do Partido Comunista, precisou se exilar no Chile, enquanto o pai de Santa Cruz, Fernando, foi desaparecido pelo regime quando era estudante em São Paulo.

“A luta pelo estado democrático de direito no Brasil é uma parte convergente na história das nossas famílias. Agora estamos conversando para defender o Rio desse governo que além de alinhado com o bolsonarismo, que coloca a democracia em risco, é também um governo clientelista que agrada a velhas forças políticas que destruíram o nosso estado”, disse Santa Cruz.

A coluna procurou Cesar Maia, que desconversou. Ele disse que ficou sabendo da articulação pelas notícias da imprensa. Por ora, o PSD de Paes e de Gilberto Kassab só tem o apoio do PSDB e do Cidadania no Rio. A parceria com o PDT anunciada em fevereiro aparentemente não se concretizará e os partidos devem compor chapas diferentes no estado.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)