Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Campanha de Lula vê aumento da rejeição a Bolsonaro após o debate

Análise é baseada em pesquisa qualitativa feita pelos petistas com grupo de eleitores indecisos

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 set 2022, 13h00 - Publicado em 30 set 2022, 12h59

O ex-ministro e coordenador do plano de governo de Lula (PT), Aloizio Mercadante, observa o aumento da rejeição a Jair Bolsonaro (PL) após o debate ocorrido na noite desta quinta. A dois dias do primeiro turno das eleições, a campanha petista afirma que o antibolsonarismo atingiu o maior número de indecisos até o momento.

A análise tem base em pesquisa qualitativa junto a um grupo de eleitores que ainda não decidiram em quem votar para presidente no próximo domingo. No cenário, os petistas veem Bolsonaro isolado e com rejeição de quase 80% do grupo.

Para Mercadante, a provocação de Padre Kelmon (PTB) a Lula foi a impulsionadora dessa rejeição. As acusações ocorreram após o petebista já ter atacado duas vezes Soraya Thronicke (União Brasil) e discutido com o apresentador William Bonner.

A conduta fez com que o Padre fosse percebido como “apêndice do bolsonarismo”. Na avaliação petista, a resposta de Lula ao ataque foi entendida, nas redes sociais, como reação ao bolsonarismo e não ao candidato do PTB.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.