Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cade autoriza grandes consumidores a opinarem na venda da Gaspetro

Órgão analisa compra de 51% da Petrobras na distribuidora de gás pela Compass, do grupo Cosan, por R$ 2,03 bilhões; clientes alegam concentração de mercado

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 21 set 2021, 19h20 - Publicado em 22 set 2021, 07h30

O Cade autorizou nesta terça-feira que grandes consumidores de energia sejam incluídos como parte interessada no processo que analisa a venda de 51% da Gaspetro que pertenciam à Petrobras para a Compass, uma empresa do grupo Cosan. 

O negócio de 2,03 bilhões de reais foi fechado no fim de julho. A Gaspetro tem participações em 19 distribuidoras de gás nos estados. O Cade avalia se a compra fere a concorrência no setor.  

Grandes consumidores temem a concentração na mão de um concorrente cerca de cinco meses depois de o país aprovar a chamada “nova lei do gás”, que se propunha a diversificar o mercado que antes era monopólio da Petrobras. 

“Essa estrutura do setor, altamente concentrado e verticalizado no agente com posição dominante, permitiu os mais diversos tipos de abusos e práticas anticompetitivas contra concorrentes e consumidores de gás natural, o que resultou no gás natural comercializado do Brasil ser um dos mais caros e ineficientes do mundo, em especial para indústria”, afirma a petição enviada ao Cade pela Abrace, a Associação Brasileira de Grandes Consumidores de Energia. 

Em despacho na tarde desta terça, o superintendente-geral interino do Cade, Diogo Thomson de Andrade, abriu prazo para que a Abrace e outras três entidades representantes de consumidores de gás apresentem argumentos contra a venda. 

As demais interessadas são a Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (Abividro), a Associação Brasileira de Empresas de Exploração e Produção de Petróleo e Gás (Abep) e a Associação das Empresas de Transporte de Gás Natural por Gasodutos (ATGAS).

Continua após a publicidade

Publicidade