Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Boulos desiste do Governo de SP e será candidato a deputado federal

O ex-presidenciável do PSOL disse defender a unidade da esquerda para derrotar os tucanos e o bolsonarismo no Estado

Por Gustavo Maia 21 mar 2022, 09h41

Candidato do PSOL à Presidência em 2018, Guilherme Boulos anunciou há pouco que será candidato a deputado federal neste ano. Com isso, ele desiste da disputa pelo Governo de São Paulo, que tem Fernando Haddad (PT) e Márcio França (PSB) como pré-candidatos do campo da esquerda.

Pelo Twitter, o coordenador do MTST e da Frente Povo Sem Medo explicou o motivo da sua decisão. “O momento do Brasil é crítico e exige gestos políticos e generosidade. Depois de muito diálogo com companheiros de partido e analisar o cenário, decidi ser candidato a Deputado Federal. Defendo a unidade da esquerda para derrotar os tucanos e o bolsonarismo no estado de SP”, declarou.

Segundo colocado nas eleições para a Prefeitura de São Paulo em 2020, ele acrescentou que pretende ajudar a construir uma grande bancada de esquerda no Congresso. “Hoje o Centrão governa o Brasil. Precisamos ter força para a Reforma Trabalhista, o Teto de Gastos e aprovar mudanças populares”, comentou Boulos.

A outra razão é partidária. O ex-presidenciável disse querer ajudar o PSOL não apenas a superar a cláusula de barreira, mas a ampliar sua bancada no Congresso. “O PSOL é um partido fundamental para o Brasil, com pautas que precisam ter mais visibilidade e voz no Congresso”, afirmou.

“O que está em jogo neste ano não é apenas ganhar uma eleição, mas tirar o Brasil do buraco e resgatar a esperança. Eleger Lula é decisivo, mas vamos precisar de um Congresso que expresse os interesses populares. Quero estar na linha de frente desta batalha”, comentou Boulos.

Ele concluiu dizendo que tem ainda em São Paulo o desafio de derrotar o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês