Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro revela o que teme com abertura de CPI do MEC

O presidente disse que a comissão está "quase saindo" para apurar um "assunto que parece que está encerrado"

Por Gustavo Maia Atualizado em 29 jun 2022, 16h20 - Publicado em 29 jun 2022, 16h19

Jair Bolsonaro aproveitou o discurso que fez no evento da CNI com presidenciáveis, na tarde desta quarta-feira, para revelar o seu temor com a possível instalação da CPI do MEC. Para o presidente, a comissão iria apurar “um assunto que parece que está encerrado”.

Ele criticava o modelo de distribuição de ministérios em governos anteriores, segundo ele baseada exclusivamente por critérios políticos, e disse que “as pessoas realmente não eram as mais adequadas para ocupar esse postos-chave”. E então citou a CPI, cujo pedido de abertura foi protocolado no Senado nesta terça.

“Conosco é diferente. Paguei e pago um preço altíssimo por isso. Olha uma CPI quase saindo aí de um assunto que parece que está encerrado, parece. Mas, quando se abre uma CPI, abre-se um mar de oportunidades para os oportunistas aí fazerem campanha contra a gente, no caso”, declarou Bolsonaro.

Em tempo: a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito ganhou força após a prisão, há uma semana, do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, de dois pastores evangélicos e de ex-assessores do MEC e da Prefeitura de Goiânia. Liberados no dia seguinte, eles foram alvo de investigações por corrupção na liberação de verbas do ministério a partir de um esquema de tráfico de influência envolvendo pastores evangélicos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)