Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Bolsonaro se assusta, mas não vai mudar por causa das pesquisas

Presidente vem perdendo popularidade até em estados que lhe deram vantagem considerável nas eleições de 2018

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 27 ago 2021, 10h20

Jair Bolsonaro recebeu no Planalto recentemente uma leva de pesquisas que mostram seu derretimento eleitoral até em currais bolsonaristas, como o Rio Grande do Sul.

Ele ainda tem maioria cativa no Mato Grosso e em Santa Catarina, mas ficou assustado. Bolsonaro sabe que o avanço de Lula nas pesquisas está diretamente ligado à insatisfação geral da sociedade com as crises que ele insiste em fabricar no Planalto.

Não é possível que, com a gasolina a 7 reais o litro, o gás de cozinha a 120 reais, a inflação castigando o povo no mercado e um apagão a caminho, o discurso diário do presidente seja de briga com STF e com o Congresso por causa de urna eletrônica ou que a pauta seja impeachment de integrantes do Supremo ou de golpe militar.

A ala moderada do governo, cansada disso tudo, vê todos os dias um festival de oportunidades perdidas por Bolsonaro. Nesse giro pelo Nordeste, Lula deu todas as chances de o presidente lembrar ao país quem é o petista. Lula, numa tacada, negou a corrupção na Petrobras, defendeu os empreiteiros corruptos, atacou a Lava-Jato e ainda avisou que irá tentar acabar com a imprensa livre, além de “regular” a internet no país.

No lugar de Bolsonaro, qualquer político usaria esse “presente” dado pelo petista para tentar reconquistar apoiadores. Mas não. “O ‘PR’ não vira o disco porque acredita nessa crença de que a minoria radical que gosta desse discurso o levará ao segundo turno”, diz um ministro do governo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.