Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro arruma uma grande dor de cabeça com outra ministra do STF

Alvo de possível atuação irregular nas investigações de corrupção no MEC, presidente está nas mãos de Cármen Lúcia; vai atacá-la como faz com Moraes?

Por Robson Bonin Atualizado em 27 jun 2022, 10h43 - Publicado em 24 jun 2022, 12h15

Jair Bolsonaro tornou-se alvo de múltiplas investigações no STF por causa dos seus atos no Planalto. Enquanto se enrolava cada vez mais nos inquéritos, passou a atacar os ministros do Supremo que atuavam em alguns deles ou que adotavam decisões que contrariavam o Planalto, caso de Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e, claro, Alexandre de Moraes.

Agora, no caso da possível interferência de Bolsonaro nas investigações de corrupção no Ministério da Educação, o presidente arrumou uma grande dor de cabeça com outra integrante da Corte, a ministra Cármen Lúcia.

É cada vez mais delicada a situação do presidente. A meses da eleição, ele terá agora que partir para cima de uma mulher, se decidir repetir sua estratégia de desqualificação de quem o investiga. Cármen, ex-presidente do Supremo, tem “couro duro”, como dizem seus colegas no tribunal. Será uma parada dura para o presidente.

Em tempo, quem conversou com a ministra diz que ela não teme os ataques do presidente. Acredita que Bolsonaro pensará duas vezes antes de atacar uma mulher, justo uma ministra que também estará no TSE durante a eleição.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)