Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro anda tão perdido que agora faz campanha para Lula

Petista ganhou dois presentes de Bolsonaro nesta quinta

Por Robson Bonin Atualizado em 4 jul 2022, 10h38 - Publicado em 1 jul 2022, 19h44

Ao longo de três anos e meio de governo, Jair Bolsonaro rifou do seu convívio todos os aliados que diziam verdades sobre os erros que ele cometia no Planalto.

Cercado de apoiadores que vivem a referendar suas loucuras, acabou sozinho em seu labirinto. Perdido, começou até a fazer campanha para Lula. Veja dois fatos registrados nesta quinta.

Presidente da República, ele cancelou o encontro que teria com o presidente de Portugal. Motivo? Bolsonaro não gostou de ficar atrás de Lula na agenda de compromissos de Marcelo Rebelo. O presidente português almoçaria no Itamaraty com Bolsonaro na segunda, mas marcou de encontrar com Lula antes, no domingo.

Ao ignorar o presidente português, Bolsonaro deu a Lula um belo palanque. Se Rebelo mantiver a viagem ao Brasil, será Lula a recepcionar o chefe de Estado — e antes mesmo de o TSE divulgar o resultado das eleições. Não fosse o recibo passado por Bolsonaro, o português teria uma passagem discreta pelo país. Agora…

Antes da grosseria com Rebelo, na live de quinta, Bolsonaro disse que Lula, se eleito, transformará clubes de tiro em bibliotecas. Educação é um dos temas prioritários do eleitor nas pesquisas eleitorais, mas Bolsonaro, mergulhado em seu universo paralelo de soberano que não comete erros e só aceita elogios, acha que o que dá voto é arma: “Não esqueça que o outro cara, o de nove dedos, já falou que vai acabar com o armamento no Brasil. Vai recolher as armas, clube de tiro vai virar biblioteca, como se ele fosse algum exemplo pra isso”.

E a campanha propriamente dita ainda nem começou.

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)