Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

BNP terá de pagar mais de R$ 100 milhões aos donos do extinto FonteCindam

Caso remonta à crise cambial de 1999

Por Ernesto Neves Atualizado em 22 ago 2018, 07h35 - Publicado em 22 ago 2018, 06h01

A juíza Jane Martins, da 40ª Vara Cível de São Paulo, condenou o BNP Paribas a indenizar em mais de R$ 100 milhões os donos do extinto banco de investimentos FonteCindam (o valor preciso ainda depende de alguns cálculos de correção).

A magistrada considerou que o BNP, que desistiu de comprar o FonteCindam em 1999, foi responsável por sua derrocada.

“Fica, assim, pacificado a responsabilidade de ambos os réus pela derrocada do Banco Autor, sendo que o Banco BNP Paribas Brasil em tudo assessorou o Banco francês, desde o início, e responde de forma solidária, porque participou ativamente de toda negociação desde a escolha do Banco autor até o anúncio do comunicado que colocou fim ao negócio…”, escreveu a juíza.

Na época, o BNP alegou que não queria ver seu nome ligado ao banco carioca, recém saído de um escândalo financeiro.

Isso porque o Brasil enfrentava forte crise financeira e, para fazer frente à fuga de capitais, o Banco Central precisou desvalorizar o real.

Continua após a publicidade

Só que FonteCindam, assim como o banco Marka, haviam apostado que o real não seria desvalorizado. Ambos venderam contratos bilionários de dólar na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F).

Para que não quebrassem, o BC vendeu dólares aos dois a preços inferiores aos praticados no mercado naquele momento. 

Essa transação converteu-se num prejuízo de R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos e foi alvo de uma CPI. 

Ainda cabe recurso ao BNP.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)