Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Arthur Virgílio revida ofensa de Bolsonaro a FHC com ataque a Salles

'Bolsonaro o chamou levianamente de vagabundo, rebato apontando todos os dias, um vagabundo do governo dele', diz o tucano

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 24 Maio 2021, 12h15

Nome lembrado nas prévias do PSDB ao Planalto, o tucano Arthur Virgílio decidiu responder aos ataques de Jair Bolsonaro contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por causa do encontro com Lula.

Bolsonaro chamou FHC de vagabundo. Para Virgílio, o presidente não teria envergadura moral para falar do ex-presidente.

“Fui ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência e duas vezes líder do governo Fernando Henrique. Sinto-me responsável por seu legado. FHC fez o Plano Real, Lei de Responsabilidade Fiscal, a primeira geração de reformas estruturais. É livre pra se reunir com quem quiser. Não deve satisfações a Bolsonaro”, diz Virgílio.

Acaba sobrando para Ricardo Salles, o ministro do Meio Ambiente que foi alvo recentemente de uma ação da Polícia Federal.

“Se Bolsonaro o chamou levianamente de vagabundo, rebato apontando todos os dias, um vagabundo do governo dele. Começo com Ricardo Salles, ironicamente ministro do Meio Ambiente. Um ser nocivo ao país. Agride a floresta, apoia o garimpo ilegal e faz negociatas com grandes empresas que sonham implantar o agronegócio no coração da Amazônia”, segue Virgílio.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.