Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A troca de afagos e a possível aliança entre Kassab e Ciro Gomes

"Não é impossível", disse o presidente do PSD sobre a coligação com o presidenciável do PDT

Por Gustavo Maia Atualizado em 3 Maio 2022, 16h50 - Publicado em 3 Maio 2022, 16h29

Gilberto Kassab e Ciro Gomes trocaram elogios nesta terça-feira e sinalizaram a possibilidade de uma aliança nas eleições presidenciais desse ano. Pela manhã, o presidente nacional do PSD concedeu uma entrevista a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, e disse que o presidenciável do PDT seria “uma extraordinária terceira via”, pela qual disse que continua torcendo.

“Ele é muito bem preparado, tem experiência, saberá fazer um bom governo, conhece economia, conhece gestão, não é? Tem energia, tem boa saúde, tem todas as condições pra ser um bom presidente da República”, declarou Kassab.

Pelas redes sociais, Ciro compartilhou há pouco um vídeo com trechos da fala do “amigo Kassab” e o agradeceu “por dizer em público o que você tem me dito, com muita franqueza, em particular”.

“Digo aqui o que tenho sempre lhe dito: estamos crescendo e vamos surpreender. O Brasil precisa de nós para rompermos esta polarização odienta”, escreveu o pré-candidato à Presidência.

Questionado se é possível o PSD fazer uma coligação com Ciro, Kassab disse que responderia em uma “moeda parecida”: “não é impossível, não é impossível”.

O dirigente partidário também disse que o pedetista é querido por muitos líderes do seu partido, mas ressaltou que uma aliança é difícil, porque a legenda caminha para não ter candidatura própria. “Nós estamos consultando cada estado, cada liderança”, comentou. Ele acrescentou que uma coligação com Lula ou Bolsonaro no primeiro turno também é difícil.

Kassab disse ainda que uma eventual aliança de Ciro com qualquer partido, seja com o PSD ou com o União Brasil, tem resultado importante no tempo de televisão, mais até que na questão dos recursos para a campanha. E que a propaganda eleitoral vai ter algum reflexo no início de setembro.

“O Ciro, que é um excelente candidato, pode crescer, pode, porque cada vez mais ele é a única terceira via. A pergunta certa é ‘essa terceira via’, que eu acho que é o Ciro, porque eu acho que o [João] Doria tem dificuldade, a Simone [Tebet] tem dificuldade… Então a pergunta que a gente tem que fazer é a seguinte: será que essa terceira via, que eu acho que é o Ciro, consegue até início de junho, 10 de junho, ter pelo menos 10% na espontânea?”, questionou.

“Porque se ele tiver 10 na espontânea, vai ter uns 15 na pesquisa. Aí sim o partido vai pensar: ‘bom, se ele tá com 15 pontos e a partir de agosto ele vai ter televisão, porque eu vou dar televisão, o meu partido, aí esse cara pode ganhar, porque ele vai começar com 15′”, concluiu o presidente do PSD.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)