Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A dor de cabeça verde de Guilherme Leal

Eis acima o motivo da dor de cabeça na campanha do empresário verde Guilherme Leal, dono da Natura e candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva. A partir de uma denúncia do militante ambientalista e fotógrafo Ed Ferreira, o Ibama está investigando Leal por suposto crime ambiental, que pode ter sido cometido em obras […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 14h52 - Publicado em 8 jul 2010, 12h42

Eis acima o motivo da dor de cabeça na campanha do empresário verde Guilherme Leal, dono da Natura e candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva. A partir de uma denúncia do militante ambientalista e fotógrafo Ed Ferreira, o Ibama está investigando Leal por suposto crime ambiental, que pode ter sido cometido em obras que estão sendo feitas em sua fazenda em Uruçuca, no sul da Bahia.

As fotos que embasaram o pedido de explicações feitos por Ferreira ao Ibama e ao Ministério Público da Bahia foram feitas no dia 19 de junho. Diz Ferreira:

– O que fiz foi mostrar com fotos a devastação. Não estou acusando ninguém, mas acho que ele deve explicações à sociedade”.

Ferreira diz que na prefeitura de Uruçuca não há licença para o desmatamento da área de restinga. Leal garante que tem as liberações e vai apresentá-las. Enquanto não o fizer, ficará na incômoda posição de um candidato verde encrencado com uma questão ambiental.

(Atualização, às 17h43. A assessoria do PV enviou a seguinte nota oficial sobre caso da fazenda de Guilherme Leal:  “O candidato informa que são absolutamente improcedentes as afirmações veiculadas sobre uma área no sul da Bahia. A obra recebeu todas as licenças e autorizações dos órgãos competentes. Em nenhum momento Guilherme Leal foi acusado por qualquer órgão fiscalizador de crime ambiental. Em um procedimento de praxe, o Ibama solicitou informações sobre a obra que está em execução na propriedade. Guilherme Leal está aberto a qualquer esclarecimento que for solicitado pelas autoridades e atribui essas falsas denúncias a objetivos político-eleitorais. Guilherme Leal está preservando, e não desmatando, a citada área.”)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês