Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A boa notícia do Banco do Brics para projetos de infraestrutura no Brasil

Durante visita de Bolsonaro à Rússia, instituição sinalizou que pretende abrir linhas de crédito para financiamento de portos e aeroportos

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 22 fev 2022, 15h27 - Publicado em 22 fev 2022, 17h30

A viagem de Bolsonaro à Rússia, na última semana, tem rendido bons frutos ao Brasil, avaliam empresários que participaram da comitiva.

Além de garantir a ampliação da oferta de fertilizantes ao agronegócio brasileiro e de dar o pontapé inicial em conversas sobre o interesse bilateral em investimentos em energia limpa, o encontro teve outro anúncio: o Banco dos Brics sinalizou que vai liberar uma leva de crédito para projetos de infraestrutura no Brasil.

Marcos Troyjo, presidente da instituição, falou por videoconferência a empresários e representantes dos governos brasileiro e russo no encontro sobre a liberação de recursos para os cinco países do Brics. O financiamento seria voltado ao desenvolvimento de portos e aeroportos.

“Foi muito interessante esse apoio que o Brics está dando para projetos de infraestrutura entre as nações pertencentes ao bloco. Em relação ao Brasil, falou-se em linhas de financiamento. Será feito uma pauta para facilitar ação dos acordos entre as nações”, diz Fernando Castro Marques, presidente da União Química Brasil, que participou da reunião.

A visita de Bolsonaro a Moscou também serviu para selar a compra de uma empresa brasileira de fertilizantes pelos russos, em Três Lagoas (MS). Os compradores já anunciaram que pretendem ampliar a fábrica, que estava desativada, de forma a aumentar a oferta de insumos produzidos no Brasil.

O movimento animou outros empresários russos, que demonstraram interesse em fazer investimentos, sobretudo, na área de produção de adubos em terras brasileiras, afirma Marques.

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)