Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Shoppings tentam barrar mudança de reajustes em contratos de aluguel

Congresso está para votar projeto que limita reajustes de alugueis comerciais e residenciais ao IPCA

Por Josette Goulart 26 abr 2021, 08h07

Os donos de shoppings não querem que o Congresso limite reajustes de aluguéis ao índice de inflação medido pelo IPCA e o presidente da Associação Brasileira dos Shopping Centers (Abrasce), Glauco Humai, começa um périplo esta semana, em Brasília, para tentar demover os políticos da ideia. Um projeto de lei que limita os reajustes de alugueis residenciais e comerciais tramita com regime de urgência e está para ser apreciado na Câmara dos Deputados. A ideia de limitar os reajustes surgiu depois que o IGPM disparou, no ano passado, superando os 23% enquanto o IPCA não chegou a 5%. Para este ano, a estimativa é de que o IGPM seja o dobro do IPCA. Humai garante que os shoppings estão renegociando espontaneamente os contratos usando o índice menor e algumas vezes sequer cobram reajustes dos alugueis por conta da pandemia, que fez com que em boa parte do ano os shoppings só pudessem funcionar com restrições. Mas esta não é realidade de algumas lojas que tiveram que entrar na Justiça para evitar os reajustes de mais de 20% que estavam sendo cobrados.

Publicidade