Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Recessão técnica faz juro futuro ter queda significativa

VEJA Mercado: índices desabam após resultado do PIB negativo do terceiro trimestre refletindo desaceleração da economia

Por Diego Gimenes 2 dez 2021, 18h56

O PIB negativo do terceiro trimestre e a recessão técnica que o Brasil entrou provocaram uma queda expressiva nos índices que medem os juros futuros. O DI para 2024 recuou 2,71%, a 11,31%, enquanto o juro para 2031 fechou em queda de 2,18%, a 11,20%. A percepção do mercado é que a desaceleração da economia deve provocar um arrefecimento na inflação e, consequentemente, na curva de juros, uma vez que o Banco Central não precisaria interferir na Selic para compensar o aumento dos preços. “Houve uma despressurização natural em função da aprovação da PEC dos Precatórios, mas o impacto maior foi provocado pelo PIB e a recessão da nossa economia. O cenário de contração econômica deve diminuir o consumo e frear a inflação”, avalia Felipe Vella, analista da Ativa Investimentos. Tem sempre quem enxerga o copo meio cheio diante dos problemas.

Publicidade