Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Progresso trazido pelo marco cambial é inegável, diz CEO da Nomad

Mercado financeiro acredita que novo marco cambial sancionado por Jair Bolsonaro trará novas possibilidades para dolarização dos ativos

Por Felipe Mendes Atualizado em 1 jan 2022, 12h14 - Publicado em 1 jan 2022, 12h08

Criada para ser uma alternativa à burocracia para abertura de contas em dólar, a fintech Nomad vê com bons olhos o novo marco cambial. Sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, no último dia 30, a norma irá facilitar os investimentos em moeda estrangeira, além de autorizar pessoas físicas a realizar operações de compra e venda de dólar em espécie no valor de até 500 dólares. Para Lucas Vargas, o CEO da Nomad, o novo marco será positivo para o mercado financeiro como um todo.

“Este novo contexto fortalece o interesse das pessoas na dolarização de suas reservas, e nas oportunidades de investimento e consumo existentes nos Estados Unidos, características que são viabilizadas pelos nossos serviços”, diz Vargas. “Como o mercado era regido por um lei muito antiga, de quase 100 anos, o progresso trazido pelo marco é inegável e trará ganhos em eficiência em decorrência da simplificação de processos de documentações e de registro”, reitera. Atualmente, o banco digital detém mais de 100 mil contas cadastradas.

No fim, acredita-se que quem sairá ganhando é o consumidor final com a promessa de uma oferta de melhores serviços, potencialmente mais baratos. “O aumento da concorrência no mercado de câmbio pressiona a redução dos custos das operações cambiais, barateando o acesso ao dólar, que passa a ser uma reserva de valor ainda mais atrativa”, afirma Vargas. Em meio à pandemia de Covid-19, a perda expressiva de valor do real frente ao dólar tem gerado uma fuga de capital, conforme mostrou reportagem de VEJA.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês