Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich

Operação da Marfrig na BRF sofre revés no Cade

Conselheira pede que superintendência estude melhor o caso e veja impacto do poder de conglomerado

Por Josette Goulart Atualizado em 13 out 2021, 10h30 - Publicado em 13 out 2021, 10h22

A aprovação da compra de parte relevante da BRF pela Marfrig pode não ser tão fácil e simples quanto parecia. A conselheira do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Lenise Rodrigues Prado, diz que tem ainda dúvidas se a operação não prejudica o consumidor e pediu à Superintendência Geral informações mais consistentes e análise mais precisa, que também observe o impacto em mercados de varejo, atacado e restaurantes. Além disso, a conselheira diz que não foram analisadas questões como a influência do acionista majoritário na BRF, “em especial um acionista que atua no mesmo setor, e que já foi concorrente ainda mais próximo quando atuava com a marca “Seara”.

Outro ponto  levantado pela conselheira é que a superintendência também não estudou a lógica de conglomerado e poder de portfólio que a BRF terá tendo a Marfrig como principal acionista. “A atuação coordenada das requerentes em diversos segmentos tenderia a impactar significativamente a dinâmica concorrencial e ter efeitos tanto para fornecedores como para os consumidores”. Assim a conselheira pediu a avocação do ato de concentração. Ou seja, pediu que a superintendência estude melhor o caso antes que o conselho possa tomar uma decisão. Mas, de qualquer forma,  este pedido de avocação feito pela conselheira Lenise Prado precisa passar pelo crivo do conselho na próxima sessão de julgamento. 

 

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)