Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

O elevado reajuste da energia vai complicar a vida da Enel no Ceará

Crise hídrica levou a reajuste de 25% nas tarifas e deputado Danilo Forte chama a empresa e a Aneel para se explicar

Por Josette Goulart Atualizado em 22 abr 2022, 15h26 - Publicado em 22 abr 2022, 14h00

O reajuste de cerca de 25% nas tarifas de energia elétrica dos consumidores do Ceará vai causar dor de cabeça à Enel, distribuidora que atende o estado e já acende o alerta para as distribuidoras por todo o país que ao longo do ano também vão ter reajustes expressivos. O deputado federal Danilo Forte (União Brasil/CE) está chamando a empresa e a agência de energia elétrica para explicar o aumento, muito superior à inflação, em audiência pública a ser realizada na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). O deputado argumenta que não é possível, na atual situação econômica, um reajuste de tal magnitude. Tecnicamente, o reajuste foi tão elevado por conta do acionamento das usinas térmicas no ano passado para evitar um possível apagão em função da crise hídrica. Mas o deputado argumenta que o estado produz energia barata e não deveria ter que pagar a conta. Apesar da revolta do deputado, o sistema elétrico divide a conta em todo o país e um estado que gera energia mais barata não necessariamente compra a energia mais barata. A energia é comprada pelas distribuidoras em leilões nacionais com base no crescimento o consumo de cada região. Todo ano, a depender dos gastos, as tarifas são reajustadas.

Os elevados reajustes vão ser sentidos em diversas outras distribuidoras ao longo do ano. A Enel disse assim que saiu o valor do reajuste que  não vai ficar nem com 5% do reajuste aprovado pela agência, já que a maior parte será repassado a geradoras por conta da escassez hídrica. 

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)