Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Nome indicado a auditor do BNB teve cinco contas julgadas irregulares

Banco do Nordeste segue sendo uma dor de cabeça para o Planalto

Por Josette Goulart 4 nov 2021, 13h08

O BNB segue sendo uma dor de cabeça para o Planalto. Funcionário de carreira do banco, Jefferson Cavalcanti de Albuquerque acaba de ser nomeado assessor da diretoria e foi indicado para a Superintendência de Auditoria da instituição. O problema é que, entre 2013 e 2018, Albuquerque teve cinco contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU).  Os dirigentes do Republicanos querem até fazer um vídeo dizendo que não têm nada a ver com o diretor que fez a indicação. 

O banco entrou no radar do presidente Jair Bolsonaro depois que descobriu que a principal linha de microcrédito do país, fornecida  a mais de dois mil municípios do Nordeste, era operada por uma organização não governamental ligada a governos petistas. Reduto do PL e Republicanos, a diretoria foi trocada recentemente e um processo de licitação foi aberto para a contratação de um novo operador para o Crediamigo.

Publicidade