Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich

MPF já tinha exigido mudanças em canal de denúncia de assédio na Caixa 

Em fevereiro, MPF exigiu que Pedro Guimarães fizesse campanha contra assédio sexual depois de banco ser condenado à indenização

Por Josette Goulart Atualizado em 29 jun 2022, 10h45 - Publicado em 29 jun 2022, 10h34

As denúncias de assédio sexual contra o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, começaram a ser processadas pelo Ministério Público Federal do Distrito Federal no fim do ano passado, segundo reportagem do portal Metrópoles divulgada na noite desta terça-feira, 28. Mas os casos de assédios sexual no banco já haviam tomado o caminho da Justiça, em um processo no Rio Grande do Sul quando a instituição foi condenada a pagar mais de 1 milhão de reais em indenização por danos morais para um grupo de mulheres assediadas por um gestor de um departamento do banco na serra gaúcha. Em fevereiro deste ano, o MPF do Rio Grande do Sul fez uma exigência expressa para que Pedro Guimarães, justamente ele, elaborasse uma campanha publicitária interna para enfrentamento de assédio sexual, que incluísse regras claras do funcionamento do canal de denúncias e que incluísse o tema de assédio como tema prioritário em treinamentos. Na denúncia revelada pelo Metrópoles, as mulheres contam que não confiavam no canal de denúncias interno do banco. A coluna Radar também relatou que há cerca de dois meses a corregedoria do banco recebeu denúncias e só foi processá-las ontem, encerrando o assunto em tempo recorde. 

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

 


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)